C.Vale

Notícias

11/05/2017 | SAFRA 2016/17: Produção recorde no RS

Produtores gaúchos colhem maior safra da história, mas oferta derruba cotações

Foi uma safra histórica. O desempenho das lavouras de soja do Rio Grande do Sul surpreendeu positivamente os produtores, que esperavam complicações em função do fenômeno La Niña. Algumas áreas até sofreram por problemas climáticos, mas os danos foram pontuais e não impediram os gaúchos de colher a maior safra de soja de todos os tempos.

Em Bozano, no noroeste do estado, uma estiagem de 18 dias em dezembro não foi suficiente para impedir que o produtor Ari Noronha ampliasse em 5% a produtividade de seus 177 hectares plantados entre 5 de outubro e 20 de novembro. O rendimento médio ficou em 72 sacas/hectare contra 68 da safra passada. Para conseguir esse rendimento, ele precisou enfrentar alta pressão de percevejos. As doenças fúngicas também apareceram, mas foram controladas com mais facilidade.

Natural de Ijuí, Noronha conta com a ajuda de dois filhos e de um genro para o cultivo de soja, milho, trigo e aveia branca. Todos vivem na sede da Agropecuária Noronha. A meta da família é alcançar 100 sacas/hectare.

Ari revela que o custo de produção da safra recém-concluída ficou em 35 sacas/hectare. O plano do produtor é reter a soja o máximo de tempo possível e só vender conforme forem surgindo as necessidades. Apesar do desempenho, Ari não ficou satisfeito. "Eu esperava colher mais. E, além disso, o preço é frustrante", avalia. Plantando mais tarde que os demais, os produtores gaúchos são os últimos a colher a soja no Brasil. E só passaram a ter soja disponível para venda depois de uma queda acentuada dos preços.

Durante o ciclo da soja, o clima variou bastante entre as diferentes regiões gaúchas. Enquanto fazia períodos secos prolongados ou de chuvas irregulares do centro para o norte do Rio Grande do Sul, o excesso de umidade castigava lavouras na região da Campanha, fronteira com o Uruguai. Apesar das diferenças climáticas, a safra gaúcha de soja 2016/17 deverá alcançar 17,5 milhões de toneladas, volume 8% maior que o da temporada anterior.

Ari Noronha, produtor de soja em Bozano (RS): apesar de uma estiagem de 18 dias, a produtividade da lavoura cresceu 5% em relação à safra anterior

ÚLTIMAS NOTÍCIAS Mais notícias
C.Vale

C.Vale – Cooperativa Agroindustrial
Av. Independência, 2347 | Palotina – PR
CEP: 85950-000 | Tel: 55 (44) 3649-8181

blz.com.br