C.Vale

Notícias

20/09/2016 | Chuvas podem sobrar no Norte e faltar no Sul

La Niña reduz riscos em MT e aumenta para lavouras do centro-sul

O fenômeno La Niña só deve se instalar oficialmente no último trimestre de 2016, mas seus efeitos poderão afetar as culturas de inverno e a safra de verão ainda durante o plantio. O resfriamento das águas do Oceano Pacífico Equatorial favorece a entrada de massas polares tardias, ampliando riscos ao trigo. "Devemos ter ondas de frio muito fortes e tardias, ou seja, o risco de geadas tardias nas áreas mais altas do centro-sul do Brasil é muito grande até o final de setembro", adverte Luiz Renato Lazinski, do Inmet. Para Márcio Custódio, da Somar Meteorologia, o risco é maior para lavouras gaúchas.

As chuvas serão muito irregulares durante o plantio da safra de verão, que ocorre a partir de setembro. Lazinski explica que em anos de La Niña os períodos secos tendem a ser mais prolongados. No entanto, o risco de estiagens entre o Rio Grande do Sul e o Mato Grosso do Sul será maior a partir de novembro. "O maior risco de estiagem será no final de novembro e início de dezembro, e meados de janeiro e fevereiro, prevê Lazinski.

Centro-Oeste

Variando de intensidade fraca a moderada, o La Niña deve influenciar também a safra de verão no centro-norte do país. Porém, o efeito sobre as lavouras dos estados mais ao norte será oposto às do centro-sul. As chuvas devem começar tímidas em setembro e outubro em Mato Grosso. "Podem atrasar um pouco no Centro-Oeste, mas quando voltarem não devem ocorrer problemas durante a próxima safra de verão", completa Lazinski. Custódio concorda. "A partir de novembro, as chuvas devem engrenar para valer e aí quem não plantou vai ter problemas", projeta. Ele acrescenta que o regime de chuvas vai depender também da temperatura das águas do Oceano Atlântico, no litoral brasileiro. "Se estiver quente na costa do Sudeste, isso significará mais chuva sobre o Brasil Central", diz o diretor-técnico da Somar. "Mato Grosso deve ter um clima favorável e também Tocantins, Piauí, Maranhão e Bahia," resume Lazinski.

Irregularidade das chuvas pode atrapalhar plantio da soja no Sul

ÚLTIMAS NOTÍCIAS Mais notícias
C.Vale

C.Vale – Cooperativa Agroindustrial
Av. Independência, 2347 | Palotina – PR
CEP: 85950-000 | Tel: 55 (44) 3649-8181

blz.com.br