C.Vale

Notícias

19/09/2016 | Em busca de rentabilidade

C.Vale e produtores investem para elevar produtividade e a rentabilidade da soja

Produtores de soja da C.Vale estão dando início a um desafio semelhante ao que se propuseram os atletas que disputaram as Olimpíadas Rio 2016. Só que em vez de medalhas, a meta de longo prazo é alcançar produtividade de 100 sacas/hectare. O programa começou na safra 2015/16 com associados do Paraná e os primeiros resultados foram promissores. O rendimento médio dos talhões inscritos no programa foi de 59,9 sacas/hectare contra 51,5 sacas/hectare dos produtores de todo o estado, uma diferença superior a 16%. O gerente do Departamento Agronômico, Carlos Konig, explica que a estratégia da cooperativa para alavancar a produtividade e a rentabilidade está focada no manejo das lavouras. Os agrônomos definem com os produtores as técnicas que serão adotadas no talhão. O princípio é que para conseguir resultados melhores o produtor precisa de medidas diferentes daquelas que vem utilizando. "Existe uma série de iniciativas que podem ser aplicadas. Pode ser o uso de sementes de alta tecnologia, adubação foliar, controle diferenciado de plantas daninhas e pragas, manejo de doenças ou ainda o mapeamento do solo com precisão para verificar os níveis de fertilidade da área", explica Carlos Konig. Ele revela que a tecnologia aplicada em cada lavoura é anotada em relatórios para que sejam indicadas a outros produtores.

Konig informa que, na safra 2016/17, o programa será estendido a associados dos demais estados da área de atuação da C.Vale: Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Para aderir, o produtor interessado deve procurar os profissionais da assistência técnica. "Queremos não apenas aumentar a produtividade, mas melhorar a rentabilidade das lavouras de soja", justifica Konig.

 

Resultados aparecem já na primeira safra

A família Coletta adotou o programa de produtividade sugerido pela C.Vale e já constatou a eficiência da iniciativa. Fábio, o pai Osvaldo, o tio Moacir e o primo Jéverson cultivaram 1.113 hectares de soja em Mamborê (centro-oeste PR) na safra 2015/16. Desse total, eles utilizaram manejo diferenciado em 50 hectares, onde aplicaram adubação de cobertura e conseguiram rendimento médio de 82 sacas/hectare. O resultado foi 18% maior que as 69 sacas/hectare colhidas na mesma área na temporada 2014/15. "Valeu o investimento", garante Fábio. De olho nos números, a família Coletta planeja repetir a experiência na safra que está começando.

Jeverson (1º à esquerda), Moacir, Osvaldo e Fábio Coletta na área em que adotaram o programa de produtividade da C.Vale na safra 2015/16

ÚLTIMAS NOTÍCIAS Mais notícias
C.Vale

C.Vale – Cooperativa Agroindustrial
Av. Independência, 2347 | Palotina – PR
CEP: 85950-000 | Tel: 55 (44) 3649-8181

blz.com.br