C.Vale

Notícias

06/07/2016 | Um longo inverno

O fenômeno La Niña já está a caminho. O rápido resfriamento das águas do Oceano Pacífico Equatorial praticamente não deixou tempo de transição do El Niño, que acabou em maio. O novo fenômeno deve começar em agosto, a tempo de influenciar o inverno, reduzindo as chuvas no Sul do país. O inverno de 2016 deve ser mais frio que o do ano passado, mas não propriamente devido ao La Niña. Segundo Márcio Custódio, da Somar Meteorologia, sem o El Niño a nebulosidade é menor e as massas polares conseguem avançar com maior facilidade pelo interior do continente. Uma amostra da intensidade do frio chegou em junho, quando uma histórica onda de frio provocou geadas generalizadas no Sul do país e afetou parte das plantações de milho. Luiz Renato Lazinski, do Inmet, confirma. "As temperaturas também seguem abaixo da média no inverno e primavera, com quedas acentuadas e entradas de massa de ar de forte intensidade, que devem provocar um maior número de dias com formação de geadas. A chance de frios tardios, com formação de geadas, principalmente nas áreas mais altas do centro-sul PR, é muito grande", adverte. Ele entende que é grande a possibilidade de geadas tardias, em setembro, afetarem lavouras de trigo nas áreas mais altas dos três estados do Sul.

Os efeitos do La Niña sobre a safra 2016/17 devem começar ainda na fase de plantio. As temperaturas podem demorar mais que o normal para subir e as chuvas tendem a ficar mais distanciadas na primavera. "Poderemos ter chuvas um pouco mais espaçadas, mas entre uma e outra, essas chuvas podem ser fortes, acompanhadas de vento e granizo", projeta Custódio.

No Centro-Oeste também haveria um pequeno atraso no retorno das chuvas em Mato Grosso, mas nada comparado a 2015. "O problema será a colheita, sob muita chuva", antecipa Custódio. O La Niña deve ter intensidade moderada, com temperatura das águas do Pacífico 1 ºC abaixo do normal, O pico de intensidade do fenômeno deve acontecer em dezembro de 2016 e janeiro de 2017.

Potente massa polar derrubou temperaturas a -2,1 ºC em Palotina dia 13 de junho e cobriu campos de branco e afetou lavouras de milho no Paraná (detalhe)

Menores temperaturas em junho no Sul

Município

Data

Temp.

Vacaria (RS)

12/06/2016

-8,9 ºC

Urupema (SC)

13/06/2016

-8,5 ºC

General Carneiro (PR)

13/06/2016

-7,1 ºC

Fonte: MetSul, Climaterra e Simepar

ÚLTIMAS NOTÍCIAS Mais notícias
C.Vale

C.Vale – Cooperativa Agroindustrial
Av. Independência, 2347 | Palotina – PR
CEP: 85950-000 | Tel: 55 (44) 3649-8181

blz.com.br