C.Vale

Notícias

17/03/2015 | Soja 2014/2015: Desempenho razoável

Lavouras do oeste do PR e centro-sul de MS sofreram com escassez de chuvas

O desempenho das lavouras de soja poderia ter sido melhor, mas considerando-se os problemas climáticos os resultados são bastante razoáveis. A irregularidade das chuvas marcou a safra 2014/15 em partes do sul e do centro-oeste, provocando grande variação de produtividade. A escassez de chuvas em algumas regiões limitou o rendimento e impediu o Brasil de colher uma safra cheia. Esse problema afetou mais a faixa entre o oeste do Paraná e o centro-sul de Mato Grosso do Sul. No oeste paranaense, a produtividade média ficou em 50 sacas/hectare (121 sacas/alqueire). Além disso, outro fator interferiu no desempenho. “A antecipação demasiada do plantio comprometeu significativamente os rendimentos, mas, de maneira geral, foi uma boa safra”, avalia o supervisor agronômico da C.Vale, Enoir Pellizzaro.
Em Assis Chateaubriand (oeste PR), a família Berteli fechou a safra com rendimento médio de 62 sacas/hectare (150 sacas/alqueire). “É um excelente resultado considerando todos os problemas climáticos que enfrentamos”, contabiliza João Berteli, que cultiva 60 alqueires junto com os filhos Elton e Emerson. O plantio foi escalonado entre 22 de setembro e 8 de outubro. Segundo João, as áreas mais precoces renderam 58 sacas/hectare (140 sacas/alqueire). Para ele, ficou claro que acelerar demais o plantio é muito arriscado. “O manejo que fizemos tinha potencial para chegar às 180 sacas, mas o clima reduziu essa produtividade”, comenta. Correndo contra o tempo, os Berteli ajustaram os maquinários para uma força-tarefa destinada a colher a soja e plantar o milho safrinha ao mesmo tempo. “Aproveitamos todas as janelas de estiagem para colher e plantar”, reforça Emerson, que estava nos comandos da colheitadeira.

DIVERSIFICAÇÃO
Com a família aumentando, os irmãos Berteli cansaram de ficar olhando para o alto na expectativa de chuva ou sol e resolveram diversificar a propriedade. Desde novembro de 2012, a renda foi ampliada com a construção de dois aviários que, juntos, alojam 53 mil aves. “Os aviários estão numa área de um alqueire e garantem uma renda equivalente a 18 alqueires de terra”, compara Elton. Logo que se formou em Farmácia, ele fez os cálculos e viu que a diversificação no campo seria mais rentável e segura do que um estabelecimento comercial. “Já estamos planejando a construção de mais dois aviários. A diversificação, além de ser mais uma renda, gera tranquilidade para a família”, acredita Elton.    

João e os filhos Emerson e Elton (na colheitadeira): lavouras mais tardias renderam mais que as precoces

ÚLTIMAS NOTÍCIAS Mais notícias
C.Vale

C.Vale – Cooperativa Agroindustrial
Av. Independência, 2347 | Palotina – PR
CEP: 85950-000 | Tel: 55 (44) 3649-8181

blz.com.br