C.Vale

Notícias

11/03/2015 | Erosão: C.Vale orienta sobre práticas de conservação do solo

Fortes chuvas que caíram em alguns pontos do oeste do Paraná entre o final de janeiro e o início de fevereiro causaram danos em lavouras. “Dilúvios” de 150 a 200 milímetros em uma única tarde provocaram erosão e vão prejudicar o desempenho das lavouras por muitos anos. Minimizar o efeito das enxurradas e preservar a base que alicerça a produtividade exige um conjunto de ações do produtor. O supervisor agronômico da C.Vale, Enoir Pellizzaro explica que é preciso manter os terraços e utilizar um sistema de produção baseado no manejo do solo e na rotação de culturas. Segundo ele, a conservação do solo vai além do terraceamento e envolve sua estruturação através do aumento da matéria orgânica, rotação de culturas, observância da umidade do solo para o plantio, aplicações e colheita, e a formação de uma camada de palha. “Podemos ser surpreendidos por precipitações de alta intensidade, fato que predispõe as lavouras aos processos erosivos”, alerta o profissional da C.Vale.
Enoir Pellizzaro explica que a C.Vale desenvolveu um sistema de produção que combina aspectos técnicos com a viabilidade econômica dos cultivos. Segundo ele, algumas espécies vegetais auxiliam na conservação e melhoria dos solos. Entre elas está a braquiária, que recicla nutrientes e garante a cobertura do solo, ajudando a controlar a buva e o capim amargoso, principalmente quando plantada sozinha. Outras boas alternativas, explica Pellizzaro, são o consórcio aveia-nabo forrageiro ou a ervilha forrageira. Ele acrescenta que o plantio de milho em espaçamento reduzido resulta em uma microescarificação do solo, que proporciona melhorias em sua estrutura fisica, química e biológica.

Lavoura em Palotina: fortes chuvas de janeiro e fevereiro causaram danos ao solo e ao milho safrinha

ÚLTIMAS NOTÍCIAS Mais notícias
C.Vale

C.Vale – Cooperativa Agroindustrial
Av. Independência, 2347 | Palotina – PR
CEP: 85950-000 | Tel: 55 (44) 3649-8181

blz.com.br