C.Vale

Notícias

29/12/2014 | Gangorra climática ameaça final da safra

Períodos chuvosos e secos se alternam e podem prejudicar lavouras de soja

A irregularidade das chuvas será a principal característica climática do verão na maior parte do Brasil. Apesar de um novo ciclo de aquecimento das águas do Oceano Pacífico Equatorial a partir de outubro, os meteorologistas não conseguem definir quando viria a se  formar o El Niño, que, normalmente, aumenta o volume das chuvas no Sul do país. O Noaa, serviço oficial de meteorologia dos Estados Unidos projeta 60% de possibilidade de retorno do fenômeno. Luiz Renato Lazinski, do Instituto Nacional de Meteorologia, acredita que “o El Niño só vai se firmar lá pelo inverno de 2015”. Ele projeta chuvas melhor distribuídas no Sul a partir da segunda quinzena de dezembro, depois de um período seco de 18 dias entre outubro e novembro no oeste do Paraná. Lazinski, no entanto, faz um alerta. “Cuidado com o final de janeiro e fevereiro. As chuvas devem diminuir neste período, igual a este ano (2014).” Essa redução das chuvas pode atrapalhar o desempenho das lavouras mais tardias, do centro-sul do Paraná ao Rio Grande do Sul. A Somar confirma e prevê chuvas abaixo da média em fevereiro no Paraná.
No Centro-Oeste, a tendência é de chuvas dentro ou ligeiramente abaixo da média durante o verão. O agrometeorologista Marco Antônio dos Santos, da Somar, diz que, apesar disso, podem ocorrer “períodos de invernada, podendo acarretar períodos de baixa luminosidade e consequentemente reduzindo os índices de produtividade”.

Lavouras mais tardias do Sul podem sofrer com redução das chuvas em fevereiro

ÚLTIMAS NOTÍCIAS Mais notícias
C.Vale

C.Vale – Cooperativa Agroindustrial
Av. Independência, 2347 | Palotina – PR
CEP: 85950-000 | Tel: 55 (44) 3649-8181

blz.com.br